Thursday, May 17, 2007

Poesia di Bernardi

Pequenino, amplo,
o poeta arranha céu
em busca de azuis,
os seus possíveis.
Pode ser tarde,
sob o ouro dessa luz estranha.
Pode ser agora.

Sei do meu ofício,
fica no alto minha oficina de sombras.
Nesse tipo de usina
funciona uma rosa dos ventos
que labora para cima
e aponta sem ver.

O ideal seria
colorir no primeiro gole.
Antes da palavra
todos os acentos agudos.
Pode ser agora.
Nudez, mudez,
até lembrar do silêncio.

3 comments:

Jens said...

Oportuna a dica da borra de café contra a dengue, que graças a incúria de Titia Yeda Crusius, aportou não apenas no meu Porto, outrora alegre, como se espalhou pelo pampa gaúcho Vou seguir as recomendações

Jens said...

O que este comentário tá fazendo aí encima. Não tem nada a ver.

Nana de Freitas said...

Sensacional, o poeta. Assim como o é o amigo, o colega e o vizinho... De primeiríssima qualidade.

PS - "O Jens pirou" é pleonasmo???

Convite ao Nosso Yahoo Grupo! Participe e debata!

Povo do Reação Cultural, Agora com uma gestão modernizada e o uso da mais alta tecnologia, contamos com um grupo de discussão pela internet. Pelo grupo, além de receber as tradicionais edições do Reação Cultural, o internauta também poderá debater melhor algumas questões, além de conhecer novos contatos. Para se cadastrarem, basta enviar um e-mail em branco para reacao_cultural-subscribe@yahoogrupos.com.br e faça parte do nosso grupo. Atenciosamente. Reação Cultural Editores

Os Imperdiveis!
Leia o Monblaat!
Maiores detalhes, escreva ao Fritz Utzeri

flordolavradio@uol.com.br

Leia a Zine do Pirata!
Para receber por email, escreva ao Pirata

diariopz@uaivip.com.br

Visite seu blog acessando a:

www.zinedopirata.blogspot.com


Leia O Lobo (Fausto Wolff)

www.olobo.net