Wednesday, June 06, 2007

Venham ver o que passa, mi'a gente!

Links to this post



Atenção, atenção! Atenção, atenção! Atenção, porra! Falei pra prestar atenção? Presta, logo!

Então é o seguinte, irmãos. Irmãos! Salve, irmãos e irmãs, muy amigos! Fico perplexo de tão contente em anunciar que não haverá uma edição comum no R.C. desta quinzena, assim que, se você esperava a próxima parte da crônica de Jean ou alguma colaboração de Jens, algo da Nana de Freitas, a charge do Bruno, as fotos da Ana, as palavras da Sacerdotisa ou alguma poesia, tá esperando errado. Aqui só mostro um editorialzinho básico para explicar os por quês, e os “si, se, cuando” explicamos na sequência. Escolho também publicar os anúncios da quinzena para não sacanear malandro/a, e o melhor comentário que o R.C. já viu até agora. Algumas piadinhas sempre caem bem.

Além, felizmente para o editor que se mata de não editar, mas posta o R.C. religiosamente a cada quinzena nos últimos 8 meses, não haverá textos novos, e os arquivos vocês sabem onde encontrar. Se não sabem, só não peçam guia a sujeitos do interior de São Paulo, mais especificamente a habitantes da cidade de Batatás, de onde vem Jiló, porque eles tendem a guiá-los à Güanabara Amazônica, se é que ela existe. O que acontece é que muitas coisas acontecem. O R.C. precisa se fechar, feito a China, para poder se abrir ao mundo. Do mesmo exato modo, precisa reprimir os seus colaboradores e safaneá-los pedindo a eles pressa e não publicando seus textos, e logo se abrir e exigir que os próximos textos cheguem ainda mais rápido, China industrializada. A realidade é que estamos dando um tempo de vocês, leitoras e leitores, mostrando a cara, ops, perdão, a bunda, afins de que a próxima quinzena, ou ainda a outra, já chegue a vocês com outras caras. O site ainda pode pegar um resfriado n’um breve futuro, e ficar ainda mais uns dias de cama. Por enquanto, meus amigos e muy amigas, estamos só dando um tempo.

A intenção é trazer um novo R.C., com novas parcerias, com melhores referências, com intuito mais capitalista e menos selvagem, apesar de não pensarmos em deixar o rusticismo de lado. A cara do R.C. deve passar pela plástica e tornar-se oficial, assim metamorfoseando com os tempos, se é que os tempos passem e o R.C. às suas costas. Não desistam! Voltem na próxima Segunda Feira e os textos desta quinzena poderão estar por aqui, como também não. Ou sim… Ou não? Provavelmente. O quê? Voltem diariamente a descobrir.

Purinquan: TCHÂNÂNÂNÂÃÃÃÃ!

A seguir, o comentário da Cybergirl, a Bati-Guél da Mooca.

E as divulgações da quinzena.
____________________________

Estatísticas Reativas e Retalhos

Desde que Kassab não mais passa pela Cracolândia, a Cracolândia, afirma Kassab, não existe.

Na semana entrante, cada 1 das 8 potências industriais atrairá mais 3 países à miséria e total destruição do planeta. (Mas, Papai Bush prometeu mais ajuda aos aidéticos africanos).

9 de cada 11 palavras do Deputado Federal Idoso Clodovil provocam náusea ao ouvido humano. As outras duas são, respectivamente, “ai” e “ui”.

Lula lá, bem para lá do que os esperançosos esperavam.

“Política e educação são duas coisas completamente diferentes!” Quis dizer o Ministro da Educação.

1 de cada 5 estudantes ocupando a reitoria da USP entraram de gaiato no navio. Os outros 4 tendem a entrar pelo cano.

“Ão, ão, ão, tomara que o Grêmio vença a Libertadores!”

Das três seguintes palavras: “O Papa existe!” Apenas o ponto de exclamação faz sentido.

3 de cada 5 leitores que leram a frase anterior desistirão de ler o R.C. O 4o é agnóstico e o 5o é judeu.

4 de 5 acordos papais com lideres mundiais não foram levados a sério. O 5o trata-se da continuidade da existência de um Papa.

É massa assistir ao Massa, mas pressinto, se existem almas, que a alma de Senna pousou e reencarnou na Inglaterra.

No dia 5 de Junho, lideres Israelenses e Palestinos se encontrarão em território quase neutro, falarão idiomas quase neutros, firmarão acordos quase neutros, e quase assinarão um tratado de paz.

_______________________________________
Divulgando

(De Portugal)


Caras Mães e Pais,



Por vezes chegamos a uma altura da nossa vida em que achamos que podemos fazer algo mais para nos sentirmos realizados do que o nosso trabalho, e abraçamos projectos que nada têm a ver com a nossa vida profissional mas que porventura nos satisfazem muito mais. Foi isso que se passou comigo, ao decidir escrever um livro sobre um tema que é central na minha vida: a maternidade! Com efeito, fui mãe pela primeira vez em 2004 de uma bela menina, que é, e perdoem-me o cliché, a luz da minha vida! Sinto-me muito feliz por ser mãe e quero brevemente repetir a experiência. Mas no inicio, nem tudo foram rosas! Tive que passar por algumas dificuldades, comuns a todas as mães, que nem sempre são fáceis de ultrapassar. E vocês sabem do que estou a falar: são as noites mal dormidas, os choros constantes e as mães, quais baratas tontas, sem saberem o que fazer, são as mil e umas coisas que temos que fazer num escasso período de tempo, enfim, nada de anormal e estranho para quem é mãe! Com base nesta experiência, e porque sou adepta de que, recorrendo ao humor os problemas diminuem de importância, resolvi retratar situações e factos ligados aos nossos bebés potenciadoras de stress e de ataques cardíacos, numa vertente divertida e por vezes irónica: podemos sempre ver um lado engraçado em tudo na vida! Aqui vai uma breve sinopse:



“Sou Mãe! E Agora? – Factos e Evidências” retrata num tom cómico e caricato diversas situações e momentos que decorrem de uma primeira maternidade, situações estas abordadas nos livros da especialidade numa versão demasiado técnica e optimista – a realidade é por vezes bem mais negra e crua.

Procurando também ter uma vertente pedagógica, “Sou Mãe! E Agora? – Factos e Evidências” vai dando conselhos e dicas para quem já é mãe/pai ou está prestes a sê-lo, com base na sua própria experiência como mãe.

Falando de diversos temas tais como da 8ª maravilha do mundo - a fralda descartável, do papel activo dos avós de engordar os netos (gordura é formosura?!), do poder dos bebés de caírem no exacto momento em que os pais não estão a olhar, dos ciúmes dos amigos face à chegada de um bebé, da competição velada mas cerrada entre avós, das birras dos bebés para comer, tomar banho e dormir ou ainda dos subterfúgios utilizados pelos papás para não mudarem fraldas, o livro pretende ser uma lufada de ar fresco no universo dos livros sobre a maternidade, uma vez que oferece ao leitor uma visão cómica e engraçada sobre diversas situações sérias e quase sempre desgastantes para os pais, originadas por esse pequeno ser chamado bebé.

Uma leitura leve, com humor e sobre um tema sempre actual – é só e apenas o livro ideal!

Espero que vos tenha convencido a lerem este livro, tenho a certeza de que não se arrependerão!

Para mais informações, www.sou-mae-agora.blogspot.com

Obrigado e um beijinho,

Sónia Silva

PS: Se puderem promover o livro no vosso blog/site, agradeço-vos.


Obrigado e um beijinho,

Sónia Silva

PS: Se puderem promover o livro no vosso blog/site, agradeço-vos.

____________________________________

CABARÉ

ÓLÁ PESSOAL!
NOVÍSSIMA edição do ZINE CABARÉ.


Textos, entrevistas, poesias e crônicas novos!
Fotos, quadrinhos e muito mais.
NOVIDADE! FILMES E VÍDEOS INCRÍVEIS !!!!
VÍDEOS DE MÚSICA, HUMOR E OUTROS ASSUNTOS.

COMPAREÇA, ESTAMOS COMEMORANDO O N. 10 COM MAIS DE CINCO MIL LEITORES
E COM A GARRA DE SEMPRE!

http://www.freewebs.com/cabare9/

E aqui vai um trecho de uma das crônicas
Assinadas por Luizinho Jr.

"Sorria sempre!!! Pois, mesmo as pessoas que não o conhecem poderão
ver sua simpatia estampada no rosto.
Distribua carinhos aos que lhe rodeiam com boas ou más intenções!!!
Os que rodeiam com boas intenções já sabem de que você é capaz, já os
que o rodeiam com más intenções precisam de uma dose a mais do seu
carinho.
Ame!!! Ame sempre a tudo que a natureza lhe proporciona, sem
exceção!!! Amar é preciso.
Plante uma árvore. Mas nunca esqueça de regá-la.
Beije, abrace bastante e faça muito amor!!! Mesmo que seja sempre com
a mesma pessoa.
Tome banho de chuva, ande descalço, lambuze os dedos com chocolate.
Não proíba as crianças de fazerem o que você fazia e hoje tem
saudades_ _ _"

Para continuar basta acessar - http://www.freewebs.com/cabare9/

(Valeu Luizinho! O Zine CABARÉ felicita a todos os companheiros que
tem feito deste sonho uma verdade exemplar!)
Por favor amigos e entusiastas da cultura leiam e repassem, muito
obrigado.

_________________________________

Tanis Cybergirl comenta no Index da Quinzena

Roy, querido... tu virou um jornal... hein?
Tinha que ser assim, ó:
""Extra, extra:
Alemão quer fazer uma festa de despedida e quer usar o termo bota-fora. Venham a festa deste bosta pentelhudo e tragam cachaça, pois o imbecil adora bebidas nativas... saibam mais, clicando aqui!""

Estou com saudade, e já soltei umas fotinhos lá, vai ver.
Beijos amigo de ouro!!!
Tanis

Resposta do C.O.R: Roy, contrata ela e substitui os seus textos. Falei e disse.

Do Jiló

Convite ao Nosso Yahoo Grupo! Participe e debata!

Povo do Reação Cultural, Agora com uma gestão modernizada e o uso da mais alta tecnologia, contamos com um grupo de discussão pela internet. Pelo grupo, além de receber as tradicionais edições do Reação Cultural, o internauta também poderá debater melhor algumas questões, além de conhecer novos contatos. Para se cadastrarem, basta enviar um e-mail em branco para reacao_cultural-subscribe@yahoogrupos.com.br e faça parte do nosso grupo. Atenciosamente. Reação Cultural Editores

Os Imperdiveis!
Leia o Monblaat!
Maiores detalhes, escreva ao Fritz Utzeri

flordolavradio@uol.com.br

Leia a Zine do Pirata!
Para receber por email, escreva ao Pirata

diariopz@uaivip.com.br

Visite seu blog acessando a:

www.zinedopirata.blogspot.com


Leia O Lobo (Fausto Wolff)

www.olobo.net